quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Campanha com pouca zuada

A grana deve andar curta para os candidatos, porque na campanha política deste ano a poluição sonora está bem menor do que em eleições passadas aqui em Natal. Tenho percebido por aí afora poucos carros de som fazendo propaganda de postulantes a cargos eletivos.

Ouvi alguém dizer que os candidatos e partidos devem estar deixando tudo para as últimas duas semanas que antecedem as eleições para gastar menos. Tem ainda outra explicação: só assim o eleitorado guardará na memória até as urnas  nomes e números com quem vão votar.

Pois é, por enquanto, toda a campanha está sendo feita mais no horário eleitoral obrigatório do rádio e televisão, como também no corpo a corpo pela rua e de casa em casa. Que seja assim e que a barulheira poupe nossos ouvidos. Estamos praticamente a um mês apenas das eleições em 5 de outubro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FIASCO DE GOVERNO

Está simplesmente imperdível a análise deste período de um ano e meio do governo brasileiro do ex-capitão Jair Bolsonaro, que a jornalist...

MAIS VISITADAS