segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Deus salve o Brasil

A política ferve nos quatro cantos deste país desunido, sem rumo definido e em busca de um milagre nas eleições que ocorrerão daqui a uns vinte dias. Mas que milagre esperar?

Pelo menos que o pior não lhe venha acontecer e o eleito (ou eleita) que sair das urnas seja razoável, traga bom senso e equilíbrio para dar uma direção justa a este país.

De minha parte espero que faça cessar o radicalismo político, consiga um consenso da nação para que possa governar, pondo fim ao ódio, a desunião de lados, de grupos fanáticos.

O Brasil precisa que se lute por ele e não por interesses egoístas, individualistas e do quanto pior melhor. Minha torcida é para que prevaleça o espírito democrático da nação.

Cada um de nós temos nossas diferenças, opiniões e pontos de vista das questões em jogo. Contudo, o importante é que se respeite uns aos outros, já agora e sobretudo passado o pleito eleitoral.

Estamos próximos ao primeiro turno das eleições que vai ser em 7 de outubro. Caso nenhum candidato consiga se eleger. Partiremos para o segundo turno em 28 de outubro.

Na verdade, até lá, não é nenhum candidato a ser salvo não. O foco é o Brasil de todos nós. Portanto, vamos escolher o candidato ou candidata de acordo com a nossa consciência.

A consciência em prol do coletivo, do bem comum, da cidadania, e não de ideias mesquinhas, individuais e malucas que levem este país ao abismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FIASCO DE GOVERNO

Está simplesmente imperdível a análise deste período de um ano e meio do governo brasileiro do ex-capitão Jair Bolsonaro, que a jornalist...

MAIS VISITADAS