sábado, 3 de novembro de 2018

O entediamento das redes

As eleições já se foram mas as provocações, intrigas e tudo o mais permanecem nas redes sociais causando entediamento, como se o tempo tivesse parado no que já passou.

É como se muitos não tivessem o que fazer e teimam em ficar marcando o passo no mesmo lugar. Por que não cuidar de suas vidas e deixar isso pra lá até a próxima campanha política?

Na verdade, existem vencedores que gostam mesmo é de tripudiar em cima dos derrotados; e derrotados que parecem não se conformar e forçam o jogo da volta. 

E agora José, João, Pedro, Maria, Josefa, Augusta, enfim, todos e todas? A eleição acabou! Foi-se! Bem!...  Agora vamos viver das expectativas do presente e do futuro. O passado já não interessa.

Candidatos ou candidatas prometem muito nas campanhas brasileiras, criam ilusões no eleitorado, e fazem pouco – ou esquecem as promessas. Então, a fatura só é cobrada nas próximas eleições.

Isso vale para presidente da República, governadores, senadores, deputados, prefeitos e vereadores, enfim, esse mundo de gente eleita  com o voto nas urnas eletrônicas de hoje.

Quem escreveu e não leu, o pau comeu! Ou disse e depois esqueceu, vai ser julgado nas próximas eleições. Já, já, estaremos de volta às urnas.

Com tanta comunicação nas mídias tradicionais e nas redes de mídias sociais, o povo ficou sabido. Uma oposição vigilante é tudo que se precisa.

Por isso, você vencedor (ou vencedora) não vacile! Não tropece, não cometa asneiras! Se contrariar o eleitorado a fatura poderá vir alta e você não conseguir resgatá-la. Então, a dívida será executada.

Assim é a democracia! Assim é o jogo democrático, em que o povo diz quem sobe e quem desce.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atoleiro governamental

Ao que parece na história governamental potiguar, nunca um governo em quatro anos deu tão errado, sem conseguir sair da crise financeira ...

MAIS VISITADAS