sábado, 27 de outubro de 2018

O que a História nos contará?

A véspera de uma eleição presidencial de segundo turno, neste 28 de outubro, em que a nação se encontra rachada em dois lados, a pergunta que mais me ocorre é: o que a História, assim mesmo com H maiúsculo, nos contará no futuro? Quem viver, verá!

Porque o presente, ganhe quem ganhar, não vai ser suficiente para nos dizer, essa pergunta que, no momento, não me deixa calar, e deve ser a mesma que em muitos de nós brasileiros e brasileiras bate fundo ao termos que escolher um candidato democraticamente, em voto secreto na urna.

Para o bem ou para o mal vamos às urnas eletrônicas para o "Confirme" que caminho queremos entre dois candidatos. Será que este sofrido Brasil vai escolher certo ou errado? Eis aí a questão.

Daí só o futuro com o decorrer do presente vai nos responder essa questão da escolha. No presente, a maioria que vai sair vitoriosa das urnas vai querer que, sim, nós acertamos. Já o lado perdedor vai nos dizer que não. E vai pagar para ver o desastre.

Se não der certo na escolha que neste domingo fizermos, o melhor mesmo é nos unirmos e buscarmos um meio termo, talvez numa futura eleição daqui a mais quatro anos se as regras prevalecerem.

A união é um valor eterno, que Deus nos deixou para sempre. O que se diz às vezes sobre a escolha de um meio termo é: nem tanto ao mar, nem tanto à terra. Talvez falte nós este bom senso.

Nestas eleições mesmo, no primeiro turno dos presidenciáveis , o Brasil esteve muito claro diante desta oportunidade, com vários candidatos se apresentando para a escolha.

No entanto, preferimos a polarização radical entre dois candidatos de direita e esquerda. Agora não existe mais volta. Nós caminharemos para um lado ou para o outro, de acordo com a nossa escolha.

As consequências, sejam para o bem, sejam para o mal virão para todos. Por isso, entre a dúvida e a certeza, de que fiz a minha parte e escolhi bem, é melhor transferirmos essa responsabilidade: seja o que Deus quiser – ou foi nós mesmos que assim quisemos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nos pontos de ônibus

Tenho visto muita crítica aqui em Natal da ineficiência do transporte coletivo em si, que não oferece qualidade no serviço prestado nas...

MAIS VISITADAS