quarta-feira, 20 de agosto de 2014

A força policial do RN

Ao que parece, lendo o noticiário desta quarta-feira (20), a força policial que o comandante Francisco Araújo colocou nas ruas para combater a onda de assaltos a ônibus e arrastões da violência urbana, não está surtindo efeito satisfatório. Novos assaltos voltaram a se repetir desafiando a gloriosa polícia.

É preciso mais do que colocar policiais na rua para garantir a segurança da população em Natal e municípios da região metropolitana. Os bandidos hoje em dia estão reciclados e bem planejados. Portanto, que os serviços de inteligência da polícia não subestimem o clima de violência.

Na verdade, precisa-se de um verdadeiro estado de guerra para inibir o crime. Por trás dos crescentes índices de criminalidade nas grandes cidades brasileiras está o grande negócio: as drogas ilícitas. Sem combater as causas não se terá os resultados que se deseja alcançar.

Aliás, essa não é uma luta apenas estadual ou municipal, ela é nacional. Envolve o governo federal também. O país inteiro sofre com a insegurança pública, conforme atestam as pesquisas e podemos acompanhar pela imprensa brasileira. Natal é apenas parte do problema maior que se quer resolver.

É impressionante como a cultura do mal está se disseminando no meio da população. Pessoas que pareciam ser do bem, na convivência diária, e de repente aparecem do lado errado como suspeitas. Não vou citar atividades para não denegrir profissões, mas hoje desconfia-se de quase tudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FIASCO DE GOVERNO

Está simplesmente imperdível a análise deste período de um ano e meio do governo brasileiro do ex-capitão Jair Bolsonaro, que a jornalist...

MAIS VISITADAS